Golden Hour: O que é e por que é tão importante?

Basicamente, a Golden Hour, ou hora dourada, é o momento que acontece logo após o parto, em que o bebê é colocado em contato com a mãe. Segundo os especialistas, esse tempo inicial que mãe e filho passam juntos, é essencial para o fortalecimento do vínculo, como também contribui para a redução de riscos para a saúde do bebê e o mais importante, promove uma amamentação de sucesso. Tanto a OMS (Organização Mundial de Saúde), quanto inúmeras entidades, concordam que a Golden Hour é um grande facilitador da amamentação, como também diminui consideravelmente o risco de mortalidade. Confira!

Benefícios da Golden Hour para mãe e bebê

Segundo a pediatra Rossiclei Pinheiro, do Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), os procedimentos realizados após o nascimento do bebê são necessários, podem esperar. Conforme a profissional esclarece, a alguns anos esse contato entre mãe e filho praticamente não acontecia, já que o bebê era levado para pesagem, vacinas, enquanto os médicos terminavam os cuidados com a mãe. Em contrapartida, a Golden Hour, assim que a criança sai de dentro da mãe é colocada sobre seu abdome, mais perto do peito. Dessa forma, o bebê passa pelo processo de reconhecimento do cheiro da mãe, sente seu calor, estendendo o vínculo que possuíam enquanto estava protegido em seu ventre.

Redução de riscos para o bebê

Tendo em vista que após o nascimento o bebê passa por uma grande mudança de temperatura, saindo do quentinho do útero, para uma temperatura ambiente, pode acontecer um quadro de hipotermia. De tal forma, que a queda de temperatura do bebê, que pode ser extremamente perigosa para a criança, é combatida com o calor da mãe. Vale ressaltar que esse contato com a pele da mãe, permite que o bebê passe por um processo de estabilização de indicadores como glicemia e frequência cardíaca, mais rapidamente. Por isso, é possível dizer que as crianças que passam pela Golden Hour são mais saudáveis, correm menos riscos de infecções. Além de aumentar as chances que a amamentação nos primeiros meses, seja exclusivamente no peito.

Vantagens da Golden Hour para a amamentação

Para avaliar a importância da Golden Hour para a amamentação, é importante lembrar que, assim que nasce o bebê chora e quando levado até o colo da mãe se acalma, ficando mais ativo algum tempo depois. Por esse motivo, a hora dourada é tão importante, pois, passado esse primeiro contato, o bebê ficará mais sonolento e consequentemente as mamadas serão mais trabalhosas. Isso não quer dizer que ele conseguirá mamar imediatamente, no entanto, por estar mais próximo da mãe, vai buscar pelos seios da mãe e tentar sugar. Esse processo por si só já promove a liberação de prolactina, que é o hormônio presente no leite materno, mas que têm seus níveis reduzidos logo após o parto. Portanto, ao investir na Golden Hour, fica mais fácil evitar que a sonolência do bebê e a baixa desse hormônio, causem prejuízos à amamentação nos próximos dias e meses.

Benefícios para a mãe

Outra grande vantagem proporcionada pela Golden Hour é que a amamentação na primeira hora de vida do bebê, faz com que haja a liberação de ocitocina no corpo da mãe. Este hormônio é fundamental para que o útero volte ao seu tamanho normal, além de reduzir os níveis de estresse. Ainda de acordo com a pediatra Rossiclei Pinheiro, a ocitocina pode reduzir a probabilidade:

● De abandono materno;
● E depressão pós parto.

Conclusão

Sendo assim, a Golden Hour, independente se o parto tenha sido normal ou cesária, pode ser realizado, isso é claro, se mãe e filho estiverem passando bem. Caso contrário, se o bebê estiver com dificuldade respiratória, como também apresentarem alguma malformação que exige mais cuidados, esse procedimento não deve ser realizado. Considerando que grande parte dos bebês nascem bem, inclusive os prematuros com 34 semanas ou mais, podem passar pela hora dourada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *